Passar cera no carro é essencial para deixar o veículo mais agradável visualmente, dando uma sensação de limpeza e brilho extraordinária. No entanto, a cera possui outras propriedades que podem ajudar o seu veículo a se tornar mais protegido, como por exemplo as ceras que criam uma proteção na pintura contra pequenos arranhões causados por pedras que são lançadas por outros veículos na estrada. Portanto, alguns tipos de cera, tornam o veículo mais bonito e ainda ajudam a protegê-lo, tornando-se uma excelente ferramenta, que deve ser utilizada pelos proprietários dos veículos constantemente na proteção e na conservação do seu veículo. 

 

Outra excelente propriedade que as ceras possuem é a da reparação dos danos, como pequenos arranhões, impedindo, inclusive, que eles continuem a aumentar. No mercado de artigos automotivos, existem diversos tipos de cera, como por exemplo a cera líquida, que precisa ser aplicada com mais cautela, uma vez que o acesso pode causar manchas na pintura do veículo. Há também a cera em pasta e spray, que devem ser aplicadas utilizando um pano de microfibra. Essas duas opções criam uma camada protetora na lataria do veículo, evitando os temidos arranhões na pintura.

 

Neste artigo, selecionamos algumas dicas de como passar cera no carro corretamente, ajudando o proprietário do veículo a aplicá-la corretamente e proteger o seu carro dos arranhões que podem ser causados por diversos fatores, portanto, continue a leitura e fique por dentro das nossas dicas a respeito do tema que foi fornecido por especialistas da lunar transportes empresa transportadora em Pernambuco

Passo a passo para encerar o carro

Antes de encerar o carro, é necessário tomar alguns cuidados e seguir algumas etapas, para evitar que a pintura sofra danos decorrentes do uso da cera. Abaixo, selecionamos alguns passos antes de aplicar a cera no veículo:

Lavagem do veículo

Antes de realizar a aplicação da cera no carro, é necessário lavar bem o carro e secá-lo. Esse procedimento irá eliminar toda a sujeira que se encontra instalada no veículo, como por exemplo a poeira, que causaria outros danos ou riscos na pintura do carro, caso fosse aplicada a cera em cima dela. 

 

Essa sujeira impregnada no veículo deve ser eliminada, uma vez que ela pode causar sérios riscos a pintura e lataria do carro, causando novas avarias. O jeito certo de realizar a lavagem do veículo é estacionado ele em um local com sombra, esperando que a sua lataria esfrie para iniciar o procedimento. Após isso, lave toda a superfície do veículo utilizando água e sabão, enxague generosamente e aguarde o veículo secar por inteiro.

Descontamine a pintura

O processo de descontaminação da pintura deve ser feito periodicamente, utilizando um spray chamado Clay Bar. Esse processo ajuda na hora de aplicar a cera, sendo a parte final do processo após a lavagem do veículo. Concluído os dois passos e verificado que não existem outras manchas na pintura do carro, é possível iniciar o procedimento de encerar o carro.

Como encerar o carro?

Para encerar o seu carro e atingir a melhor performance de brilho e proteção, é necessário escolher qual a cera ideal para o seu carro e o objetivo que deseja alcançar, seja ele o brilho, a proteção do carro ou cobrir os antigos arranhões que o carro possui. Definidos os seus objetivos, o próximo passo é saber a quantidade de cera que deve ser aplicada. 

 

Um erro que ocorre com frequência é as pessoas acharem que, quanto mais cera for aplicada na lataria do veículo, melhores serão os resultados obtidos na sua aplicação, como por exemplo um brilho mais intenso ou uma proteção maior. Na verdade, isso pode causar o efeito contrário, pois, quando aplicamos essa cera em excesso, o processo de enceramento se torna mais difícil, deixando uma maior quantidade de resíduos aparentes e pegajosos, tornando o visual do carro bastante manchado, portanto, aplicar uma fina camada por toda a lataria fará com que o processo de adesão a pintura se torne mais fácil, assim como irá criar uma camada protetora contra arranhões, evitando assim, manchas na pintura.

Onde aplicar?

O primeiro local a ser aplicado a cera é no capô, por ser um local mais visível, também se torna mais fácil controlar a quantidade de cera do produto a ser aplicada, além de possibilitar ter uma ideia sobre a quantidade necessária para aplicar em outras partes do veículo. Finalizada a aplicação no capô do carro, continue o processo em outras partes do veículo, de forma separada, ajudando a saber quais partes já foram enceradas e quais serão as próximas a serem aplicadas. As partes plásticas ou de borracha do veículo devem ter um pouco mais de atenção, uma vez que podem ser manchadas com facilidade, inclusive os vidros.

Como aplicar?

É comum que, ao comprar uma cera, seja incluído no produto um aplicador, que facilita o trabalho do proprietário na hora da aplicação. Entretanto, caso esse aplicador não seja incluso na compra, o certo a se fazer é usar um pano de algodão ou uma esponja de espuma para passar a cera no carro. Aplique a cera sobre o pano ou esponja e deslize suavemente sobre a lataria do veículo, com movimentos circulares, de maneira uniforme, e, caso opte, poderá adicionar outros produtos que queira. Após aplicar a cera por todo o veículo, aguarde um tempo enquanto o produto age na pintura, de acordo com as instruções da cera. 

 

Para checar se já está pronto, utilize o seu dedo, passando na pintura do carro. Se notar um aspecto pegajoso, significa que a cera ainda não está seca, sendo necessário aguardar mais um tempo até que o processo seja concluído. Após secar, utilize um pano de microfibra para remover o excedente da cera que ficou na lataria do carro, com movimentos circulares iguais aos utilizados na hora da aplicação da cera. Reveze os lados do pano, pois o excedente da cera irá acumular nele, evitando dessa forma, que ela seja aplicada novamente na pintura do carro. Com essas simples dicas, é possível chegar a um nível de pintura e brilho excelentes no seu carro, protegendo a sua pintura e melhorando seu aspecto visual.