Pular para o conteúdo

5 dicas de como usar móveis planejados para apartamento pequeno

    Quem nunca ficou maravilhado ao comparecer em uma unidade decorada de um imóvel em exposição? Móveis para apartamento pequeno, especialmente quando são planejados, dão uma elegância especial ao ambiente.

    Ao observar esses apartamentos dos sonhos é que os clientes compreendem que melhorando o espaço, não interessa o tamanho, o imóvel pode ser acolhedor e funcional.

    Para te ajudar a descobrir como organizar os móveis planejados no seu apartamento pequeno preparamos 5 dicas. Confira!

    Dicas para montar seu apartamento com móveis planejados

    1. Adaptar os móveis aos espaços

    Usufruir de todas as pequenas áreas da residência é essencial para aproveitar melhor o espaço e dar funcionalidade ao apartamento. Os móveis planejados atendem a essa exigência, já que são fabricados sob medida para cada divisória e parede.

    2. Escolher móveis funcionais

    Funcionalidade é o segredo para apartamentos pequenos, já que a ideia é quanto menos informação melhor! Logo, armários que servem de divisória, mas que também armazenam objetos sem aparecer é bastante importante em ambientes pequenos.

    3. Planejar o posicionamento dos móveis

    No momento de definir sobre o planejamento de móveis dentro de um apartamento pequeno, é necessário definir o melhor lugar para cada um dos elementos que constituirão a mobília de cada um dos cômodos.

    Um método de posicionamento é fundamental para a formação de um projeto que seja mais prático e funcional para os residentes do local. Os quartos, geralmente, são pequenos e necessitam ter armários planejados em BH para garantir mais capacidade para o armazenamento.

    Embora o menor número de móveis dentro de um apartamento pequeno, é necessário compreender quais são as necessidades dos residentes para que tenha espaço suficiente e, ao mesmo tempo, achar os itens ideais para que não se tornem inúteis ou que ocupem espaço sem necessidade.

    Na sala, os elementos obrigatórios para diversos residentes como sofá, rack, precisam ser observados, juntamente com prateleiras e até mesmo uma cama, que pode ser liada ao sofá, para quem tem visitar frequentemente.

    Não se esqueça que um imóvel de pequena metragem não é sinônimo de ausência de conforto, desde que tudo seja bem colocado e pensado dentro do apartamento. Uma sugestão eficaz para não errar é ter sempre a disposição a planta do imóvel com as medidas de cada um dos cômodos.

    4. Considerar os materiais dos móveis

    Cada cômodo tem uma particularidade importante a ser levado em conta no momento de decidir quais materiais utilizar nos móveis. A cozinha precisa ser lavável e com móveis confeccionados com matérias que resistam à água. O mesmo ocorre com os banheiros, que são espaços fechados e que os móveis estão sujeitos a umidade.

    Nos quartos, os móveis têm que ser mais resistentes, mas com acabamento suavizado para formar linhas expressivas de design mais confortáveis para os residentes. Na sala, os móveis, de preferência, precisam conter materiais que simplifiquem a limpeza e que tenham também ótima resistência.

    É importante levar em conta os detalhes sobre os materiais, pois a falta de atenção nesse detalhe pode acarretar na menor durabilidade dos móveis e, em alguns casos, não atendem as expectativas dos consumidores quanto ao planejamento dos itens.

    Ter conhecimento sobre os materiais e modelos de móveis que o mercado de planejados disponibiliza é uma maneira de garantir que o seu projeto seja gerado com preços mais baixos. Os valores variam conforme a espessura e textura das placas de MDF dos móveis, além das tonalidades. Os acabamentos como os puxadores também podem subir ou diminuir os preços.

    Os móveis de coloração branca são, geralmente, mais em conta. Contudo, eles são benéficos para quem procura um ambiente mais leve e com linhas suavizando o conceito do projeto.

    5. Criar ambientes integrados

    Para apartamentos menores, a integração de cômodos pode ser fundamental para obter mais espaço! A mesa pode ser integrada na parede, o sofá pode virar uma cama, diversas são as alternativas que ampliam as possibilidades de um imóvel pequeno.

    Integrar os móveis também permite que os ambientes fiquem mais organizados e amplos, ou ainda, pode realizar uma quebra do local dando a sensação que são dois ambientes e não apenas um, dando a impressão visual de um espaço bem maior.

    Faça vários orçamentos cuidadosamente para saber se vale a pena planejar a casa inteira de uma vez ou, em alguns casos, se os orçamentos de espaços diferenciados em lugares diversificados podem ser mais interessantes.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.