Pular para o conteúdo

8 SOFTWARE DE GESTÃO E SUAS VANTAGENS COMPETITIVAS

Quando se pensa na administração de um empreendimento, qualquer que seja o segmento, a implementação de um Software de gestão empresarial ajuda em diversas tarefas do dia a dia. Caso seja possível ampliar a automação, ainda melhor. 

A tecnologia tem sido uma das principais responsáveis pelas mudanças encontradas nos mais diversos ambientes produtivos. Desde a indústria essencial até serviços para terceiros, a linguagem digital tem agilizado e alterado o conceito de trabalho.

Isso ocorre cada vez mais, exatamente pela implementação de softwares de gestão empresarial, porém com finalidades distintas. 

Conhecidos como ERP (Enterprise Resource Planning), ou Planejamento de Recursos Empresariais, esses programas digitais auxiliam em diversos processos de negócios relacionados à administração de uma empresa, como:

  • Almoxarifado e compras;
  • Cadeia de suprimentos;
  • Finanças;
  • Recursos Humanos;
  • Serviços terceirizados.

De forma básica, dentro de procedimentos essenciais, o ERP ajuda no gerenciamento de diversos processos utilizando um sistema totalmente integrado. Por isso também são conhecidos como um sistema de registro da empresa. 

Por outro lado, básico é uma palavra que não faz juz a um software de gestão, principalmente com toda a tecnologia envolvida, como uso de IA (Inteligência Artificial) e aprendizado de máquina. 

Dessa forma, as empresas conseguem unir efeitos colaborativos somados à agilidade e presteza que são necessários para se tornarem competitivas no mercado em que atuam. 

8 diferentes módulos de ERP empresarial

O mercado oferece diferentes sistemas ERP, com módulos que podem ser utilizados como suporte para processos empresariais específicos. 

Por isso, é preciso conhecer os mais acessíveis e que podem ajudar na rotina de trabalho de funcionários e demais colaboradores, como fornecedores e parceiros empresariais. 

Assim, o compartilhamento de dados ocorre com fontes confiáveis e dentro dos departamentos específicos.

  1. Contabilidade e Finanças

O sistema ERP de finanças e contabilidade pode ser essencial para uma empresa de Administração de condomínios, pois o gerenciamento das contas a pagar e receber, entre números e obrigações com taxas e demais gastos fica disponível de forma segura.

Os livros-caixa, a geração de relatórios orçamentários e o cumprimento de padrões reconhecidos pelo poder público, como a Receita Federal, é primordial para a saúde financeira de qualquer empreendimento, seja qual segmento estiver inserido.

  1. Gestão de Recursos Humanos

As administração de condomínios trabalham em conjunto com escritórios de contabilidade, que são responsáveis, em diferentes aspectos, pelo setor de Recursos Humanos. 

Tudo que envolve capital financeiro, empréstimos e investimentos, entre outros itens orçamentários, podem ficar sob a implementação de um sistema ERP com módulo voltado para o setor de Recursos Humanos.

As funcionalidades podem ser aplicadas conforme a personalização do programa do sistema de gestão, tornando a experiência do usuário mais acessível quanto ao gerenciamento proposto pela política empresarial. 

  1. Aquisição e fornecimento

As empresas precisam comprar materiais e contratar serviços para que possam produzir de forma condizente com as finalidades comerciais. 

Uma clínica de Cirurgia de vesícula pode contar com um sistema de gestão para que não falte nenhum item para atendimento aos pacientes. Neste caso, podem ser cães, gatos e outros animais de estimação. 

O módulo de ERP pode ser programado para centralizar e automatizar compras, inclusive com a solicitação para cotação de preços e criação de contratos até a aprovação final. 

Esse modelo pode ajudar na minimização de compras em excesso ou em escassez, e ainda melhorar a negociação com fornecedores de acordo com análises e suporte de um sistema de inteligência artificial. 

  1. Setor de vendas e mercado consumidor

Para as empresas que prestam serviço ou disponibilizam bens de consumo para o mercado, é possível encontrar potenciais clientes e, até mesmo, aqueles já fidelizados. 

Um escritório de Licenciamento ambiental pode contar com um sistema de gestão de representantes comerciais, ou mesmo com direcionamento de clientes em potencial para a recepção de divulgação dos serviços oferecidos ao consumidor. 

Esse módulo de sistema ERP auxilia, ainda, em pedidos, contratos, faturamento, gerenciamento de vendas, além de suporte ao setor responsável pelo contato com o cliente.

  1. Manufatura e manutenção

O setor industrial deve manter o chão de fábrica com total segurança e facilidade para os operadores e demais funcionários. 

A implementação de um programa de ERP personalizado para essa área permite desde a decapagem quimica até os processos produtivos que ocorrem nas áreas internas de uma linha de produção. 

Além disso, esse modelo de sistema de gestão pode integrar funcionalidades que incluem a requisição de materiais de reposição, programação de produção, execução e gerenciamento de qualidade.

  1. Logística e gestão de cadeia de suprimentos

Com um território extenso apenas quando se pensa de forma regionalizada, a cadeia de suprimentos e a logística devem ser integradas. 

Dessa maneira fica mais fácil rastrear o movimento de mercados e suprimentos relacionados a toda a empresa. 

A produção de distribuição de filme stretch para os pontos de venda relacionados podem ser gerenciados por meio do sistema que verifica:

  • Estoque em tempo real;
  • Logística;
  • Operações de armazenamento;
  • Transporte adequado.

Isso permite a integração entre diferentes setores e a formalização de uma rede funcional e direcionada para garantir a produtividade e entrega. 

  1. Personalização de serviços

Os módulos de ERP voltados para os serviços ajuda fornecedores a atenderem de forma personalizada cada cliente.

Assim, quem trabalha com instalação de Balança comercial pode contar com parcerias comerciais que estejam integradas à rotina desse tipo de serviço e garantir reparos pontuais, peças sobressalentes e gerenciamento de serviços de campo. 

É possível, ainda, verificar análises técnicas que auxiliam representantes comerciais e técnicos de manutenção para resolução de problemas de forma rápida e eficiente. 

  1. Engenharia e P&D

Muitas empresas contam com um setor de Pesquisa e Desenvolvimento, em que a engenharia é responsável pela criação de bens de consumo dos mais diversos segmentos. 

Uma Empresa de ar condicionado com módulo de ERP para esse setor consegue acompanhar os trabalhos de forma coletiva. 

Assim, a manutenção e o desenvolvimento dos trabalhos ocorrem sem qualquer tipo de intercorrência que possa atrapalhar os projetos e pesquisas.

Sistemas ERP apresentam alguma desvantagem?

Em casos raros, pode ser que o sistema ERP possa ser dispensado. No entanto, isso pode ser observado em situações pontuais. 

As empresas devem entender que apenas a disponibilidade de um sistema de gestão não vai integrar toda a empresa de forma simplificada. É preciso um planejamento estratégico que seja usual para todos os setores. 

Além disso, a aquisição de um programa personalizado pode demandar atualizações, ou mesmo manutenções, o que significa maior custo dentro da planilha de orçamento. Dessa forma, é preciso saber qual o melhor para a realidade em que a empresa se encontra.

Outro ponto que vale destacar está na inserção das informações. Essa tarefa demanda atenção dos usuários, e caso ocorra alguma falha nesse processo, principalmente por colaboradores que apresentam certa resistência às mudanças, pode ser prejudicial por completo. 

Sendo assim, é preciso verificar a necessidade real sobre o uso de um sistema ERP e as facilidades que isso vai implementar na rotina da empresa, incluindo o treinamento das equipes para uso adequado das ferramentas.

Implementação do software

Para concluir, vale destacar que a implementação de um software de gestão para aumentar a competitividade não se resume apenas às grandes corporações. 

As soluções propostas por um ERP atende a empresas de pequeno, médio e grande porte, com funcionalidades personalizadas e específicas para cada segmento. Assim, é possível atender a todas as necessidades comerciais de forma exclusiva. 

Para que tudo ocorra de maneira adequada, é preciso desenvolver um planejamento de forma cuidadosa, com um projeto de implementação de ERP que siga as práticas apropriadas para a realidade empresarial. 

  1. Empresas de pequeno porte

No caso de empresas de pequeno porte, um software de gestão vai além de planilhas e gerenciamento eficiente. Também é possível aplicar em relacionamento com clientes e no setor de vendas, além de operações de rotina e finanças. 

Para se encaixar no planejamento financeiro, o que é essencial, há ferramentas de ERP voltadas para o pequeno empreendedor disponíveis na nuvem, utilizando tecnologia avançada que promove rapidez de instalação e desenvolvidas para acompanhar o crescimento empresarial.

  1. Empresas de médio porte

As empresas de médio porte, ou mesmo aquelas que são subsidiárias, podem implementar um software de gestão voltado para análises integradas, implantação de processos de negócios, mesmo que diferentes, como finanças e Recursos Humanos. 

O sistema ERP pode ser voltado para o segmento corporativo e desenvolvido em modelos modulares, também baseados em nuvem, usufruindo a modernidade tecnológica disponível no mercado especializado.

Esses programas atendem as empresas de médio porte em processo mais complexos, que contam com plano de crescimento avançado em relação às necessidades da matriz, em conjunto com as filiais. 

  1. Empresas de grande porte

As empresas que operam em escala global e possuem subsidiárias em diferentes territórios precisam de um sistema ERP robusto, que atenda às necessidades comerciais e empresariais. 

Para isso, é preciso levar em consideração a incorporação de um sistema de gestão com IA integrada, automação de processos e gerenciamento de negócios com ampla adaptação. 

Nesse caso, o sistema ERP pode ser instalado de forma localizada, em nuvem, ou mesmo em um projeto híbrido, conforme as necessidades do empreendimento. 

Além de todas as tarefas incorporadas que fazem parte dos sistemas de gestão, a inclusão de banco de dados e a execução de processos integrados faz parte da realidade de diversas marcas nacionais e internacionais. 

De qualquer maneira, as empresas devem acompanhar a modernização e atualização de sistemas ERP, tanto de forma local como na nuvem. Isso deve ser feito de forma planejada, com avaliações e revisões recorrentes.

Com isso, qualquer empresa pode ter um sistema de gestão eficiente, que possa garantir a competitividade no segmento em que atua e se destacar perante o mercado consumidor. Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.