Pular para o conteúdo

COMO É FEITA UMA CONSULTA MÉDICA A DISTÂNCIA ?

    Se está em busca de informações sobre teleconsulta, veio ao lugar certo. Pois aqui vamos mostrar como funciona e o que pode ser feito nessa modalidade.

    Com a pandemia de covid-19 uma coisa que mudou e teve que se adaptar ao momento foi a rotina de muitos médicos. Isso com relação as consultas de profissionais de algumas áreas específicas.

    Agora é possível se consultar com alguns especialistas de forma virtual. Uma vez que, em 2020, a lei que libera esse ato teve a aprovação do presidente da república.

    Pensando em lhe ajudar a entender melhor como isso funciona montamos esse conteúdo. Assim será mais fácil de saber como funciona e quando surgiu essa opção de consulta.

    Ficou interessado? Então continue lendo este artigo para descobrir mais sobre esse assunto que para muitos é algo novo.

    O que é a teleconsulta?

    A Telemedicina entrou em ação no período da pandemia de coronavírus, lá em 2020. A modalidade teve reconhecimento emergencial do Conselho Federal de Medicina.

    O intuito do serviço dessa forma é que seja possível monitorar o paciente. Bem como, orientá-lo de forma virtual, sem que seja preciso se deslocar até um consultório.

    Além disso, a forma como facilita o acesso ao serviço é algo positivo. Isso porque o acesso aos médicos fica a disposição a qualquer momento.

    Para muitos profissionais essa foi uma ótima ideia e muitos já prestam serviço assim. Uma vez que podem atender seus pacientes com uso da tecnologia e sem precisar se expor.

    Mas, é importante destacar que antes da pandemia esse modelo de atendimento já se fazia presente. Visto que era de grande ajuda para aqueles pacientes que não tenham condições.

    Esse é um passo revolucionário para a medicina junto com o telediagnóstico. Além disso, esse serviço foi um avanço bem importante para a saúde.

    Com a teleconsulta a comunicação entre paciente e médico se torna mais fácil. É algo que pode ser útil para os hospitais e clínicas de áreas mais remotas.

    No geral, a tecnologia é a maior aliada desse serviço feito dessa maneira. Porque, permite que seja feito o uso de prontuário eletrônico que fica na nuvem e chamadas em vídeo.

    Ou seja, na consulta feita a distância tanto paciente, quanto profissional não se encontram. Todo o processo é feito de forma virtual, sem que haja necessidade de um encontro físico.

    É importante pontuar que algumas áreas específicas também podem fazer uso desse serviço. Por exemplo, psicologia, pneumonia, neurologia, entre outros.

    Graças à internet e aos aplicativos tudo isso é possível. Além disso alguns setores podem fazer uso de sua central própria para atender as pessoas.

    A teleconsulta tem alguma importância?

    Bem, no Brasil existe um consenso onde esse tipo de serviço pode ser uma forma de melhorar os atendimentos. Isso tanto em setores públicos, quanto nos privados.

    Como já citamos essa forma de trabalhar pode beneficiar tanto o profissional, quanto o paciente. Uma vez que possibilita que o médico atenda muito mais pacientes, por conta da otimização de tempo e serviço.

    Por exemplo, na consulta digital o médico tem acesso a ficha virtual do paciente. Assim, ele consegue ver todo o histórico dele.

    Além disso, ele pode ver os exames antigos que ele fez. Dessa forma, não vai ser preciso fazer as mesmas perguntas para ele em toda consulta.

    Outro ponto positivo de trabalhar assim é que o profissional não limita seu trabalho. Em outras palavras, ele pode ampliar seu atendimento para alcançar pessoas que moram em outros locais.

    Isso porque é um serviço feito a distância. Assim ele pode atender pessoas de outras cidades, estados e até mesmo de outros países.

    Isso acaba sendo bom para o próprio paciente. Uma vez que ele terá acesso a um atendimento próprio sem precisar se deslocar para uma unidade de saúde, tudo isso sem sair de casa.

    Por ser um dos grandes problemas do Brasil, pois em cidades mais remotas não há acesso ou não possue clínicas e/ou hospitais com instalações completas para todos.

    É aqui que entra a teleconsulta, como uma forma de tornar isso possível. Ou seja, deixar o acesso mais fácil e promover uma democratização de tal atendimento.

    Além disso o serviço a distância faz com que os diagnósticos sejam feitos de forma mais rápida. Dessa forma evita que os pacientes precisem enfrentar filas.

    E então é preciso conversar com o médico de novo, que irá indicar qual a melhor forma de tratamento para ajudar aquele paciente.

    Teleconsulta síncrona e assíncrona

    Essa forma de atendimento pode ser feita de duas formas. Uma delas é a forma síncrona que significa que o paciente precisa ser atendido de imediato.

    Ou seja, onde ele pode perguntar e ter suas respostas na hora. Logo, será preciso contar com um software, plataforma, ou aplicativo para realizar chamadas em áudio ou em vídeo e que sirva para a troca de mensagens.

    Por outro lado, tem a opção assíncrona que é uma forma de atendimento que é feita em horários bem diferentes. Ele também faz uso da tecnologia que possibilita que se envie uma espécie de questões e respostas em certas horas e dias.

    No entanto, esse formato só utilizado quando não existe a urgência em obter respostas. Assim como em momentos que não é preciso uma interação direta com o médico.

    A maior diferença entre esse modelo de consulta e a forma que estamos acostumados é que não tem a necessidade de encontro físico. Contudo, essa é uma das coisas que difere os atendimentos.

    Conclusão

    Por fim, mostramos algumas informações sobre a consulta médica a distância. Acredite ou não, mas, isso é real e a maior diferença entre essa modalidade e a presencial, é que no virtual não é preciso sair de casa para ir a um consultório.

    Deixamos a sua disposição diversos pontos importantes a respeito desse assunto. Por exemplo, qual a sua importância e os tipos de consulta virtual.

    Ela existe como o intuito de democratizar o atendimento. Além disso, pode ser feito de onde você estiver, o que é um benefício para o paciente e para o profissional. Gostou desse conteúdo? Esperamos ter ajudado na sua busca, caso tenha alguma dúvida é só deixar um comentário.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.