Pular para o conteúdo

Diferenças e semelhanças na gestão de comércios físico e virtual

gestão de comércios

Milhares de brasileiros têm o sonho de abrir um negócio próprio. Com as mudanças mercadológicas, a migração para a internet é uma realidade. Por isso, é sempre importante conhecer a gestão de comércios físico e virtual.

É importante conhecer as diferenças entre os comércios físico e virtual.

Cada plataforma possui particularidades e detalhes que merecem ser considerados. Assim, o empreendedor vai ser capaz de ser bem sucedido com mais rapidez.

Há desafios nos dois casos, seja organizar as finanças ou construir uma imagem positiva e atrativa a respeito da marca.

Ainda assim, estabeleceram-se certos mitos de que o comércio virtual é mais barato e fácil de gerenciar.

Vamos desconstruir os principais mitos sobre o e-commerce, mostrar os pontos positivos e negativos das duas modalidades e as diferenças entre elas. Leia mais a seguir. 

Os mitos do comércio virtual

A partir do momento que se tornou possível abrir um negócio de embalagens delivery personalizadas SP totalmente virtual, todo um cenário novo se abriu para os empreendedores.

Junto a isso, também veio a propagação de mitos sobre supostas vantagens do e-commerce.

Isso não quer dizer que as lojas virtuais não tenham vantagens – mas que é necessário tomar cuidado com facilidades muito absurdas. Leia mais sobre isso na sequência.

“Vou abrir a minha loja online agora mesmo”

Essa frase pode até estar certa, mas se você a colocar no contexto de alguém que de repente decidiu abrir uma loja, ela está completamente precipitada.

Abrir uma loja requer muito planejamento, mesmo pequeno negócio especializado em bolsinha termica personalizada. Aliás, esse é o primeiro passo para a abertura de uma loja virtual: planejamento.

A ideia de que bastam alguns cliques para o e-commerce começar a funcionar é enganosa. Talvez ativá-lo seja rápido, mas há muito mais a fazer.

Há tantos fatores para analisar, comparar, testar, no papel e no computador, que pode levar meses para começar a trabalhar efetivamente.

Ganhar dinheiro na internet não é tão fácil quanto parece. Em outras palavras, não caia no mito de pessoas querendo agir rapidamente sem ter um plano bem definido. O sucesso vem para quem planeja e executa com propriedade.

“Abrir uma loja virtual não custa nada”

Mito. Embora o investimento para dar os primeiros passos possa ser menor do que abrir uma loja física, você precisará ter um orçamento mínimo. 

É possível encontrar uma plataforma de baixo custo ou até mesmo usar um template gratuito, mas há outros elementos tão importantes quanto, como:

  • Criar uma identidade visual;
  • Ter a estrutura adequada;
  • Alinhar-se a bons fornecedores;
  • Compor um estoque;
  •  Planejar a logística.  

Por mais baixo que seja, um investimento será necessário. A ideia de abrir uma loja do zero sem nenhum custo é um mito que pode enganar muitas pessoas e até mesmo gerar dívidas.  

“Com uma loja virtual vou trabalhar menos”

Muito pelo contrário: uma loja online demanda trabalho, dedicação e atenção, mesmo que muitos processos possam ser automatizados. 

Isso ocorre porque o e-commerce nunca fecha. Não importa a data, hora, feriado, é preciso estar sempre disponível, e muitas atividades demandam a realização de uma pessoa.

Pedidos, estoque, logística, marketing, email, analytics, clientes, suporte… são inúmeras tarefas que podem ser listadas para quem abre um e-commerce. Lembre-se que uma loja online funciona como uma loja física, o que pede organização aos fluxos.

Além disso, é preciso ter em mente que ter um negócio é sempre sinônimo de mais responsabilidades. Sendo assim, se você procura menos serviço, talvez essa não seja a melhor escolha. 

Lembre-se que um negócio requer que o empreendedor cuide de todos os aspectos administrativos e, muitas vezes, problemas maiores com relação a pedidos, logística e tecnologia. 

Vantagens e desvantagens da loja física

Para muitas pessoas, o atendimento direto ao vendedor ainda é fundamental. Muitas vezes, os clientes se sentirão mais seguros quando o serviço é realizado no local.

Um bom atendimento com funcionários prontos para atender os clientes em caso de dúvidas auxilia nas vendas de cerca de haras, independentemente do ambiente de contato.  

Outro ponto da loja física é que não há custos adicionais relacionados aos fretes, no entanto, outros aspectos são considerados no valor do produto, como infraestrutura e o próprio atendimento junto ao profissional. Inclusive, muitas vezes esse ponto faz com que as pessoas prefiram comprar em uma loja física.

Por outro lado, há altos custos com aluguel ou compra de um ponto de venda, segurança adequada, equipe de funcionários e contas de água e luz.

A localização é muito importante e pode determinar se as vendas serão boas ou ruins. O ideal é que haja uma grande quantidade de pessoas andando em frente à sua loja todos os dias.

Os transeuntes precisam ter um perfil sintonizado aos produtos e serviços que você oferece. E, às vezes, uma boa localização significa pagar aluguel mais alto.

Por fim, a loja física tem horário fixo e de pouca flexibilidade. Sem contar que, para manter a loja funcionando em horas fora do expediente comercial há custos a mais, pois requer pagamento por horas extras aos funcionários.

Vantagens e desvantagens da loja virtual

O custo de montar uma loja virtual é menor do que o de uma loja física, embora haja custos com a plataforma, marketing digital e toda a estrutura de entrega e embalagem do produto. Isso sem falar nas despesas com servidor e registro do domínio.

Ainda assim, o custo de um e-commerce de barreira de segurança tende a ser menor e, portanto, uma vantagem na hora de iniciar um negócio. 

Poder comprar sem sair de casa ou enfrentar trânsito é outro grande benefício, por parte dos clientes. Além disso, há uma grande variedade de produtos disponíveis que as pessoas podem adquirir direto do conforto de casa.  

Ou seja, as lojas virtuais são acessíveis de qualquer lugar com uma boa conexão com a internet. Não importa onde o cliente está, ele pode comprar e pedir para entregar no melhor endereço. 

Além disso, as informações sobre os produtos tendem a ser mais detalhadas, pois com uma descrição mais apurada fica mais fácil para o consumidor decidir pela compra.

Em uma loja virtual os clientes não estarão em contato direto com o seu vendedor e isso pode trazer um pouco de insegurança na hora da compra.

Nesse caso é importante investir tempo e estar disponível para tirar dúvidas dos clientes, ou disponibilizar ambientes – como uma página de faq e um chatbot – para auxiliar o cliente no processo de compra.

Além disso, é preciso investir nas especificações e descrições dos produtos. Afinal, eles não terão contato direto com os equipamentos de automação industrial Rio de Janeiro antes da compra.

Lojas físicas x lojas virtuais: principais diferenças

Conhecer as especificidades da gestão de e-commerce permite que os profissionais comecem a trabalhar online de forma mais segura, reduzindo o risco do investimento.

Para facilitar este processo, listamos as principais diferenças entre lojas virtuais e lojas físicas que devem ser consideradas antes de começar a atuar online. 

Plataforma de vendas

A primeira diferença fundamental é a plataforma de vendas. Quem trabalha apenas em uma loja física pode fazer as vendas em casa, em um salão e muito mais.

Na internet, é preciso descobrir quais plataformas existem e quais atendem melhor às necessidades do  corretora de seguro de vida.  

Algumas empresas oferecem plataformas específicas para venda de mercadorias, como lojas virtuais, sites próprios e muito mais.

Também é possível escolher marketplaces, que já são plataformas de vendas unificadas a redes sociais.

A principal vantagem é ter uma interface única para gestão da loja virtual. Dessa forma, é possível passar de vendas amadoras pela internet para um atendimento mais profissional sem grandes investimentos.

Relacionamento com clientes

Em uma loja física, o relacionamento com os clientes ocorre de forma mais próxima. Quando a venda é concluída, o processo termina.

Na internet, após a venda há um período de entrega, rastreamento e, em muitos casos, comentários de clientes. 

Por isso, ao abrir uma loja online, é preciso pensar em estratégias de relacionamento com o cliente, formas como os consumidores podem se comunicar antes ou depois de uma venda e formas de manter o compromisso do cliente com a marca.  

No e-commerce é fundamental manter uma página de contato para melhorar a experiência do usuário com a empresa de reformas residenciais SP Zona Sul.

Controle do fluxo de caixa

Diferentemente do acesso diário ao caixa que é permitido em uma loja física, no comércio eletrônico o caixa não é acessível, o que não significa que não deva haver controles rígidos de caixa.  

Saber quanto a empresa fatura diariamente, quais são as despesas e possíveis investimentos e quanto a empresa possui em caixa são informações essenciais.  

Devido à grande variedade de opções de pagamento típicos da internet, é fundamental integrar as informações de controle de caixa por meio de uma única plataforma ou ferramenta.

Estratégias para atração de clientes

Para atrair mais clientes a um e-commerce, é fundamental pensar nas formas digitais de publicidade.

No caso da internet, diversas estratégias de marketing digital podem ser aplicadas. Se uma marca ainda tiver um orçamento limitado, podem ser escolhidas opções mais econômicas.

Nesse sentido, é possível criar uma página de marca nas redes sociais ou iniciar uma estratégia de afiliado patrocinado para o serviço de movimentação de cargas pesadas. Em ambos os casos, a publicidade pode ser bem mais acessível que nas mídias tradicionais, por exemplo, e pode abranger tanto a loja física como a digital.

Seja qual for a forma de divulgação, a intensa concorrência na internet torna imprescindível o desenvolvimento de ações para engajar os consumidores.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

1 comentário em “Diferenças e semelhanças na gestão de comércios físico e virtual”

  1. Pingback: Postos de gasolina: Conheça o futuro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.