Pular para o conteúdo

Quanto custa em média para envelopar um carro?

    O ato de envelopar um carro tem sido bastante frequente em pessoas que desejam um veículo bonito, diferente e protegido. Por isso, cada vez mais os donos de automóveis vêm se utilizando dessa técnica.

    No entanto, muitas pessoas que ficam na vontade de poder se utilizarem dessa ferramenta, possuem dúvidas sobre o valor do serviço, se é muito caro, se é demorado, entre outras questões.

    Por isso que se você tem essas mesmas questões, continue lendo para saber mais.

    Quanto custa em média para envelopar um carro?

    O envelopamento surge como uma opção para aqueles que desejam preservar e proteger a pintura do carro de pequenos arranhões ou quer dar uma cara nova ao veículo de um modo mais personalizado.

    No entanto, surgem algumas dúvidas pertinentes ao assunto quando se trata de valores. É muito caro realizar esse tipo de serviço? Bom, em média o valor do serviço é de R$3.000,00.

    Tudo irá depender do modelo do carro, lugares a serem envelopados, se o carro é de luxo, o tipo de material escolhido para o envelopamento, etc.

    Vale a pena envelopar um carro?

    Podemos dizer que sim, vale a pena realizar o envelopamento por inúmeros motivos. Os principais envolvem questões como:

    • Segurança do veículo;
    • Proteção contra desgastes;
    • Proteção contra raios solares;
    • Personalização do automóvel;
    • Proteção contra maresia e poeira;

    Então para quem quer conservar o automóvel por mais tempo, ele é uma ótima opção. Além disso, para quem gosta de cores diferentes, o envelopamento permite uma autenticidade do veículo.

    Para que toda essa aplicação dure, é preciso contar com dois fatores: empresa de confiança para realizar o serviço e a escolha de um bom material.

    A durabilidade  está ligada diretamente à qualidade da película escolhida, no qual passará por toda a exposição do dia a dia. Se o seu veículo é um no qual sai bastante e frequenta vários tipos de lugares, é interessante pensar na ideia do envelopamento.

    Quem pensa que o carro envelopado não precisa ser limpo, se engana. Assim como qualquer veículo ele também precisa de cuidados.

    Só que o cuidado é um pouco diferente, visto que só precisa manter a limpeza por meio da lavagem com sabão neutro e mais nenhum outro tipo de produto.

    Isso porque ao aplicar outros produtos comuns na lavagem do carro, em sua formulação pode conter algum componente que vá prejudicar a película.

    Vida útil de um envelopamento

    A vida útil desse serviço geralmente gira em torno de três a cinco anos. A troca deve ser feita ao notar que a película está perdendo a cor, está sofrendo de degradação, tem soltado do automóvel, etc.

    O material também é importante não só para proteger o veículo por mais tempo, como também na hora de retirar a aplicação por uma mais nova.

    Uma película que seja de baixa qualidade acaba afetando a pintura original. Quando se retira o envelopamento, há riscos das partes que já estavam danificadas antes do serviço, acabam se alastrando.

    Por isso é importante sempre procurar um profissional especializado na colocação desse material para que nenhum tipo de imprevisto aconteça e também não possa prejudicar a manutenção.

    Em relação também a questões legais que envolvem modificações do carro, a lei é muito clara sobre o que pode acontecer com o dono do automóvel. Então, procure saber um pouco sobre isso também.

    Conclusão

    Por fim, vimos aqui sobre quanto custa o envelopamento de carro, se isso é uma prática que vale a pena e mais outras questões que envolvem o assunto.

    Não deixe de pesquisar bastante sobre o material e também sobre a área que você quer envelopar seu carro. Quando as mudanças são muito radicais, é preciso consultar a lei sobre elas.

    Além disso, conte sempre com uma empresa que tenha uma equipe de profissionais que estejam preparados para atuar nessa área com toda técnica necessária para fazer o material durar.

    Nos diga aqui se este conteúdo foi útil e  compartilhe-o com outras pessoas.

    Conteúdo em parceria com William Mendes, mercadólogo à frente do LogosBR.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.