O serviço de transporte de cargas requer muita organização da transportadora, principalmente quando envolve a fase mais importante que será o próprio transporte de mercadorias. Portanto, o romaneio de carga será uma grande ferramenta que busca atuar facilitando a leitura das informações sobre todos os pedidos que estão sendo transportados.

Continue neste artigo, abordaremos sobre o que é romaneio de carga: o que é, qual é a sua importância, quem deve utilizar e como obtê-lo. Além desse artigo, indicamos que você faça um Curso Online da área da logística.

Então, pegue caneta e papel, e anote tudo que vamos lhe passar.

Vamos lá?

O que é romaneio de carga?

O romaneio de carga será um documento que vai conter uma lista de informações sobre todas as mercadorias que serão transportadas em um determinado veículo da transportadora.

É como se fosse um checklist onde o trabalhador vai encontrar diversas informações sobre as entregas.

Para que serve o romaneio de carga?

Primeiramente, o romaneio de carga serve como um checklist para ajudar na organização da transportadora. A sua principal função será em ajudar dentro da conferência dos produtos, que será tanto na hora do embarque quanto no desembarque, facilitando assim no trabalho do motorista na hora das entregas.

O documento busca facilitar nos momentos de fiscalização, quando o veículo está parado. Porém, o mais importante é ressaltar que ele não busca substituir os documentos fiscais: DACTe e DAMDFe. O órgão fiscalizador fará a leitura do código de barras com a função de inspecionar a transportadora digitalmente.

Quando deve ser utilizado?

É muito importante compreender que o romaneio de carga é obrigatório somente quando o Governo solicitar. Isso acontece em dois casos: na Instrução Normativa SRF 680 e no Regulamento Aduaneiro.

Nessas situações, o Governo vai solicitar o documento somente quando for aplicável:

  1. Quando o veículo de transporte atravessar uma fronteira internacional;
  2. Quando a mercadoria transportada for uma carga que seja perigosa;

Quais são os benefícios?

O romaneio de carga vai oferecer algumas vantagens que vão além de um checklist. Confira a seguir os principais benefícios.

  • Facilita o acesso para as informações para os seus clientes, uma vez que os dados dos documentos sejam claros e sirvam para que o cliente possa fazer o rastreamento da entrega;
  • Agiliza a conferência de cada produto que foi entregue, que deverá ser comparado com os comprovantes que foram assinados pelos clientes;
  • Vai ajudar na prestação de contas com o motorista, pois ele é o responsável pelo transporte;
  • Auxilia no gerenciamento dos riscos, pois tem vista que as cargas transportadas podem sofrer algum tipo de prejuízo, como, por exemplo: roubos, assaltos e extravio.

Existe diferença entre romaneio e Manifesto de carga?

Não existe nenhuma relação entre os documentos, pois o romaneio lista as mercadorias que deverão ser transportadas, já o Manifesto de carga busca reunir todos os CTes, sigla de conhecimento de transporte eletrônico, que foi emitido para um determinado frete de uma carga fracionada.

Os dois documentos servem com o objetivo de conferir a melhor carga e tornar esse procedimento muito mais ágil.

Como funciona o romaneio de entrega?

O romaneio de entrega pode ser definido quando existe apenas um veículo para entregar as mercadorias em diferentes locais.

Para fazer o devido documento, basta abrir uma planilha em Excel e listar assim o que será entregue e seguidamente ordenar a lista em números, se você não sabe mexer no Excel, indicamos que você faça um Curso Online de Excel.

Quem pode emitir o romaneio de carga?

Qualquer transportadora poderá fazer o romaneio de carga. Para as empresas menores, o checklist poderá ser feito pelo integrante da equipe logística. No caso de transportadoras de alta demanda, o gestor logístico costuma ser o responsável por essa ação.

Mas, em ambas as situações, a criação do romaneio de cargas poderá se tornar um processo altamente lento quando a transportadora não tiver as devidas ferramentas.

Como emitir o romaneio de carga?

Não existe um modelo exato para o romaneio de carga, porém é fundamental ter atenção sobre as principais informações, elas são: informações do veículo, informações do motorista, notas fiscais, informação do CTe, nome do remetente e do destinatário, origem e destino da encomenda, peso, volume, valor e total da entrega.

Criando o romaneio de carga facilmente

O uso de planilhas é uma ótima alternativa para quem busca fazer o romaneio.

Porém, essa atividade manual poderá durar mais tempo e ainda gerar o risco de algumas confusões no checklist.

Portanto, usar uma ferramenta digital que seja voltada para transportadoras fará mais sentido. Será o caso do Sistema de Gerenciamento de Transporte (TMS), que irá puxar os dados da transportadora.

A atividade é feita pelo TMS, proporcionando assim mais agilidade e confiabilidade das informações.

É válido ressaltar que o romaneio será apenas uma das diversas funções que o sistema TMS realiza.

Esse software oferece as seguintes funções para as transportadoras: emissão de CTe e MDFe, controle sobre o status de entrega de cada mercadoria, sistema de gerenciamento, monitoramento de carga em tempo real, gestão de frotas completa, integração EDI para os clientes de grande porte, relatórios de desempenho e integração com os outros sistemas.

Ao passar dos anos, a plataforma TMS vem se tornando cada vez mais essencial para as transportadoras, pois as funcionalidades buscam ajudar a aumentar o desempenho logístico.

 

Depois de ler sobre o romaneio de carga, o que é e para que serve, você ficou com alguma dúvida?

Se você gostou do que leu, comente aqui embaixo sobre essas dicas e mande os resultados logo a seguir. E se quiser compartilhe essas dicas com os seus amigos e amigas.

Grande abraço e até o próximo post!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.