Pular para o conteúdo

Armário-cápsula: conheça esse conceito e saiba como montar o seu

    Armário-cápsula

    Aprenda a deixar seu guarda-roupas mais enxuto e mude sua mentalidade em relação às suas roupas.

    O armário-cápsula, um conceito ligado ao consumo consciente e à moda sustentável, aposta em modelos de guarda-roupas que são mais enxutos e muito práticos, gerando uma economia significativa para quem segue essa tendência.

    É como um guarda-roupas moderno, montado com uma mentalidade minimalista, algo muito mais fácil de se praticar depois da pandemia e da reflexão intensa que ela causou em relação aos nossos hábitos de consumo.

    Muitos pensam que o armário-cápsula é apenas uma maneira de se desfazer das roupas que não são mais usadas ou que não servem mais, ou seja, uma simples forma de desapego. No entanto, essa tendência vai além disso, é um meio de mudar o jeito com o qual “olhamos” para nossas roupas.

    É muito comum utilizarmos menos da metade das roupas que temos e, mesmo assim, termos a sensação de não ter o que vestir. 

    É neste momento em que o conceito de armário cápsula assume seu papel, pois é centrado na ideia de um guarda-roupas versátil, que dá mais importância para peças atemporais e fáceis de combinar entre si.

    Quer saber como montar seu armário cápsula? Continue a leitura e aprenda!

    Entenda o que é preciso fazer para montar o seu armário cápsula

    O ponto inicial de todo armário cápsula é a análise do que a pessoa tem em seu guarda roupas para determinar quais são as peças mais utilizadas no dia a dia.

    Essa análise precisa levar em consideração quais as tarefas e as ocasiões que fazem parte de sua rotina, sem se esquecer de seus hábitos e de passeios nos finais de semana. Além disso, ela também precisa respeitar seu estilo e sua personalidade.

    Outro ponto importante é estabelecer um limite máximo de 30 peças, contando as roupas, os calçados e os acessórios.

    Veja algumas perguntas muito úteis para começar a definir o que vai ficar guardado em casa e quais peças serão vendidas ou doadas para um brechó:

    • Quais são as peças de cima e de baixo que mais uso?
    • Quais são as possíveis combinações com essas peças?
    • Quando combinadas, essas peças darão conta para frequentar ambientes formais e informais?
    • Durante a semana, quais foram as cores mais usadas?

    Uma boa dica para começar a enxugar seu guarda-roupas é apostar em peças nas cores primárias e secundárias, haja vista que são muito fáceis de combinar entre si, possibilitando vários looks diferentes com poucos itens.

    O número adequado para cada tipo de peça

    Como aqui, no Brasil, as estações frias são muito amenas, fica mais fácil determinar quais peças serão essenciais.

    A fim de não se perder, leve em consideração o limite de 30 peças e lembre-se: uma pessoa que trabalha 5 dias na semana pode separar 21 peças para o dia a dia e 9 para o trabalho.

    Seguindo esse raciocínio, o número ideal de cada peça para o nosso clima é:

    Roupas para o trabalho (9 peças)

    • 2 calças (de preferência uma jeans e outra de sua escolha);
    • 5 camisas;
    • 1 sapato;
    • 1 blazer.

    Roupas para o dia a dia — contando os finais de semana (21 peças)

    • 10 blusas/camisetas;
    • 3 jaquetas — 2 mais leves e uma para o frio intenso;
    • 3 calças (você pode escolher uma de moletom para ficar em casa quando estiver friozinho);
    • 2 saias/shorts/bermudas;
    • 1 cinto, lenço ou outro acessório complementar;
    • 2 calçados. Se preferir, você pode escolher três (sapato, chinelo e tênis) e tirar um acessório.

    Pode até parecer muito pouco, mas, com o tempo, você verá como essa quantidade é mais do que o suficiente. 

    A boa notícia é que peças íntimas, roupas para academia/exercícios, meias, bolsas e pequenos acessórios podem ser adicionados além desse exemplo de número de peças. 

    Contudo, tome cuidado, leve em consideração que o armário-cápsula não se trata somente de um guarda-roupas enxuto, e sim de um mentalidade minimalista, de uma vida com menos roupas.

    Portanto, para esses itens, é preciso ter parcimônia e racionalidade também na hora de adicioná-los em seu armário-cápsula.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.