Pular para o conteúdo

Para que serve uma máquina de solda inversora? 

    máquina de solda

    Entenda as principais características e vantagens do equipamento para soldagem

    As máquinas de soldas costumam ser equipamentos pesados e muito barulhentos. Com o avanço tecnológico, a máquina de solda inversora chegou ao mercado para resolver estes problemas. Os transformadores de solda estão sendo substituídos por máquinas mais leves e compactas.  

    Aqui vamos mostrar a importância e as vantagens de ter uma máquina de solda inversora no dia a dia de trabalho. Também vamos apontar as principais diferenças entre a máquina e o transformador de solda. 

    O que é e para que serve uma máquina de solda inversora?

    A máquina de solda inversora parece uma espécie de computador. Esse equipamento possui uma placa eletrônica com alguns componentes como IGBT, capacitador, diodos e transformador principal. 

    Esse aparelho é leve e portátil, o que abre a possibilidade de usá-lo em qualquer lugar, inclusive em locais de difícil acesso. No dia a dia de trabalho, uma máquina de solda inversora consegue manter um valor de corrente contínua por mais tempo, consumindo menos energia, o que é excelente para quem preza pela economia. 

    A maioria dos dispositivos possui painéis de controle simples em que é possível regular a potência e se guiar por displays indicativos que permitem uma maior precisão no processo de soldagem. 

    Quais as diferenças entre a máquina de solda inversora e o transformador de solda?

    Bom, é importante começar pelas semelhanças entre os equipamentos. Basicamente, a máquina de solda inversora e o transformador de solda possuem a mesma função. 

    Como em todos os setores, a tecnologia tomou conta do mercado e abriu a possibilidade de equipamentos mais modernos. Isso também aconteceu no mercado de soldagem. A máquina inversora de solda pode ser tida como uma evolução dos transformadores de solda, modelos mais antigos. 

    Confira abaixo quais são as principais diferenças entre os equipamentos:

    Peso e tamanho

    Essa é uma das maiores diferenças visuais entre os equipamentos. Uma máquina de solda inversora é bem mais compacta e leve do que um transformador de solda. Para se ter uma noção, um transformador de solda pode pesar 3 vezes mais do que uma máquina de solda inversora.

    E pelo seu tamanho, um transformador de solda não é um aparelho portátil. Ele é relativamente grande, além de bastante pesado, o que limita o local de uso do equipamento. 

    Potência e eficiência energética

    Uma máquina de solda inversora consegue operar na faixa de 100 khz, enquanto transformadores de solda operam na faixa de 60 khz. Além disso, por ter uma tecnologia mais moderna, funcionando com o uso de placas eletrônicas, a máquina de solda tem mais facilidade para manter uma corrente contínua. 

    Em relação à eficiência energética, há uma grande diferença entre os aparelhos. Uma máquina de solda inversora geralmente possui cabos de engate rápido, suportando extensões de até 30 metros. O consumo de energia é, em média, 50% menor na comparação com um transformador de solda. 

    Possibilidade de suporte a mais de um tipo de eletrodo

    Outra diferença entre os equipamentos é a quantidade de eletrodos suportados. O transformador de solda só consegue trabalhar com o eletrodo 6013. Já uma máquina de solda inversora também suporta outros tipos de eletrodos como 7018, ferro fundido, inox e até eletrodos de alumínio. 

    Falando não só em diferença, mas também em benefícios, a máquina de solda inversora possui diversos fatores que a tornam a melhor opção para a solda. Mesmo que sejam mais caras do que um transformador de solda, as máquinas de solda inversora possuem inúmeros benefícios para o ciclo de trabalho. 

    Como mostrado no texto, o equipamento consegue soldar diversos tipos de materiais com o suporte de diferentes modelos de eletrodos. Além disso, é bem mais leve, compacto e com conexões mais funcionais do que um transformador de solda. 

    Com certeza, uma máquina de solda inversora é a melhor opção em custo-benefício. Uma dica é, se for possível, utilizar as duas máquinas para dar conta de trabalhos em diferentes situações.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.